segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Projeto Articulando o Reciclável


ARTICULANDO O RECICLÁVEL

Projeto de autoria de Joba Tridente aprovado na categoria Artes Visuais: nº. 1356 - Ações Educativas de Formação e ou Qualificação do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura/PROFICE, da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná-PR - 2016.

Aqui você encontrará informações sobre o Projeto Articulando o Reciclável e poderá acompanhar o seu desenvolvimento.


Articulando o Reciclável
APRESENTAÇÃO

Hoje em dia fala-se muito de reciclagem, principalmente do reaproveitamento de diversas embalagens. No entanto, muita gente ainda não se deu conta da importância de Reduzir, Reutilizar e Reciclar as sobras do que consome. O lixo, para uns, não passa daquilo que está restando, sobrando em casa, e tem de ser deitado fora. O lixo, para outros, é aquilo que é deitado fora, mas que ainda pode ser reutilizado e reciclado. Ou seja, o material que a maioria joga fora pode ser lixo ou tornar-se Arte Sustentável. Depende de quem o joga e de quem descobre um uso prático e artístico para ele.

Há vinte e um anos orientando Oficinas Culturais para crianças, adolescentes e adultos, estudantes, professores ou transeuntes, em escolas públicas (municipais e estaduais), universidades, bibliotecas, praças, ruas, teatros..., percebi que ainda há muito a ser explorado, repensado, discutido e recriado nesse universo contemporâneo do reciclável e do descartável. Também porque o avanço tecnológico tanto cria necessidades e produtos quanto descarta diariamente o que era “ponta” ontem. Enquanto a linha de lançamentos de produtos não se finda no carretel de consumo, é preciso fazer o (re)uso  consciente deste varal de desperdício Articulando o Reciclável.

Em duas décadas ininterruptas de Oficineiro Cultural criei cerca de vinte Oficinas, sempre tendo por base o material reciclável, inclusive na literatura: Poesia Aleatória: Reciclando a Palavra (jogada fora). Apostando que a Arte Sustentável é o caminho para se discutir a vida sustentável, o Projeto Articulando o Reciclável foi desenvolvido para trabalhar, junto ao público de instituições de ensino e de bibliotecas públicas, atividades lúdicas e informais que priorizem, no fazer artístico, o material reciclável, proporcionando ao oficinando vivências que o levem à reflexão e à tomada de Consciência Ecológica.  

Articulando o Reciclável agrega Oficinas de Arte Gráfica, Arte Visual e de Atividade Lúdica: Arte Postal, Brinquedo Que Se Faz Brincando, Bonecos Animados Feitos Com Material Reciclável, Contando Histórias Com Bonecos Articulados, InterAtividade, 1001 Reutilização da Embalagem de Pizza, Modelagem com Placas de Isopor (poliestireno expandido); literária: Poética Postal, Poesia Aleatória - Reciclando a Palavra..., que serão orientadas exclusivamente por mim, Joba Tridente, o idealizador do Projeto.



Articulando o Reciclável
justificativa

Em uma época de alta tecnologia, quando a maioria dos jovens (e adultos) passa dia e noite conectada a plataformas de pesquisa, jogos 3D, redes sociais..., o propósito de um projeto como o Articulando o Articulável, que agrega uma série de Oficinas Culturais, é propor um instante de desconexão do digital em prol da conexão com o lúdico. A ideia é causar estranhamento e curiosidade. Aliás, “causar” (acontecer!) é uma palavra da moda. Assim como Reciclar e Customizar o descartável e o descartado.

No mundo dos negócios há uma grande parcela da geração digital e profissionais da TI que, em momentos de “recreio” da web, se dedica a atividades lúdicas, tanto para quebrar a rotina quanto para se conectar com o seu eu (interior) mais criativo. Grandes corporações, principalmente de alta tecnologia, incentivam e oferecem aos seus funcionários um espaço de lazer (na empresa) com todo tipo de atividades lúdicas (prontas e ou de construir), certas de que um bom relaxamento sempre resulta em maior criatividade no processo de desenvolvimento de softwares.

Na formação escolar também há demanda em instituições de ensino por propostas inovadoras na área de artes visuais, principalmente se ligadas a questões do Meio Ambiente e Práticas Artísticas Sustentáveis que estimulem a criatividade no resgate do fazer lúdico. Haja vista que o tema Meio Ambiente tem sido debatido com sucesso na CNIJMA (Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente), pilar da Escola Sustentável. Somado ao Programa Com-vidas (Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida na Escola) o Projeto Articulando o Reciclável, que chegará às escolas através do aluno/oficinando e ou professor/oficinando, certamente enriquecerá o ensino e a formação de cidadãos mais conscientes.  Vale lembrar que, de acordo com a Lei 17.505/2013, a Educação Ambiental passou a fazer parte do currículo e da gestão escolar em 2014, no Paraná, como uma prática educativa integrada, interdisciplinar, transdisciplinar e transversal.

Articulando o Reciclável traz em sua linguagem contemporânea e lúdica as ferramentas e informações para que o oficinando saia do básico e perseverando alcance o sucesso de artistas que produzem Arte Sustentável como Paul Villinski, Luis Teixeira, Jota Azevedo, no site há uma mostra de alguns artistas internacionais e seus trabalhos geniais: Sakaya Ganz, Ann P. Smith, Haroshi, Wim Delvoye, Jane Perkins, David Mach, Erica Iris Simmons, Robert Bradford...

Articulando o Reciclável é sensibilização + criatividade + provocação + resgate + concentração + linguagem + sustentabilidade = Arte Sustentável. Palavras que formam a chave de um futuro mais consciente.


Articulando o Reciclável
objetivo

Com o objetivo de trabalhar a sensibilização do oficinando através de exercícios divertidos na exploração dos cinco sentidos, fundamentais na produção de Arte Sustentável, para consumo próprio e ou (futuramente) comercial, Articulando o Reciclável propõe:
1 - Sensibilizar e desenvolver a criatividade e o raciocínio.
2 - Ativar a memória visual e a coordenação motora.
3 - Estimular a agilidade e a organização lúdico-espacial
4 - Exercitar o olhar do oficinando na criação de Bonecos, Brinquedos, Obras de Arte, Poesia, utilizando as mais variadas técnicas de composição.
5 - Instigar a criação de algo novo a partir de sobras, transformando ludicamente as mais diversas embalagens de papel, plástico ou metal, em divertidos e encantadores objetos (artísticos) articulados.
6 - Conduzir a exploração de embalagens, texturas, cores, de modo a encontrar soluções práticas, para a realização de obras, com o material que tem em casa (sucata/lixo) evitando a compra de itens para as suas criações extraclasse. 
7 - Compartilhar com o oficinando uma vivência que o ajudará a dar asas à imaginação na criação, projeção e desenvolvimento de obras originais e ou recriações de peças nostálgicas.


Articulando o Reciclável
oficinandos

As Oficinas do Projeto Articulando o Reciclável são direcionadas aos jovens, adolescentes e adulto que frequentam o Centro Juvenil de Artes Plásticas, em Curitiba, criado há 63 anos, por iniciativa de Guido Viaro, e que, desde então, vem formando artistas profissionais, amadores e apurando o olhar crítico de gerações de frequentadores de museus e galerias de arte. A meta é atender, gratuitamente, cerca de 80 cidadãos.

Na sequência o projeto Articulando o Articulável atenderá, também gratuitamente, crianças e adolescentes frequentadores da Biblioteca Pública do Paraná

Na contrapartida, algumas Oficinas e Atividades Lúdicas, que não exijam locação especial e ou puderem ser adequadas, serão oferecidas a professores da rede pública e a instituições e hospitais de atendimento ao público infantojuvenil.



*
Blogs de Joba Tridente

arte sustentável

literatura

cinema

oficinas

*
Links de Entrevistas







(*)
Joba Tridente
Artista Gráfico e Artista Plástico e Escritor
Oficineiro Cultural desde 1995
Bonequeiro e Contador de Histórias desde 2000

Artista Gráfico
Abril Cultural-SP; Organização das Cooperativas Brasileiras-DF; Conselho Nacional de Direito Autoral - Ministério da Cultura-DF; Copercacau-BA; Jornal Nicolau - Secretaria de Estado da Cultura-PR.

Artista Plástico
Individuais: 1991 - Sagrados e Profanos - Hall da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná - PR; 1986 - Sagrados e Profanos - Galeria “B” da Fundação Cultural do Distrito Federal - DF; 1984 - Arteveste - Galeria Jegue Elétrico - DF; 1983 - I Comício Cósmico de Brasília - Centro Cultural Le Corbusier – DF e  Arte Alternativa II e III - Galeria Jegue Elétrico - DF; 1982 - Arte Alternativa - Galeria Jegue Elétrico - DF

Coletivas: 2015 - Artistas Bench das Artes; Exposição Nem Tudo Acaba em Pizza e Exposição Permanente no Museu do Parque Ecológico Tiête. 2013 - Mail Art Cupcake – MuBE – Museu Brasileiro de Escultura. 2000 - Fandango Subindo a Serra – SESC da Esquina.  1997 - Guido Viaro, 100 Anos: Interpretação 97 - Museu de Arte do Paraná - Curitiba - PR e 1ª Mostra da Ilustração Paranaense. Museu de Arte Contemporânea do Paraná - Curitiba - PR; 1996 - V Concurso de Presépios - Memorial da Cidade de Curitiba - PR; 1994 (itinerante: 1995/1996) - Suite Vollard, Picasso - Uma Interpretação Paranaense - Museu de Arte do Paraná - Curitiba - PR; 1987 - Salão de Artes Plásticas de Brasília - Galeria da Fundação Cultural do Distrito Federal - DF e Levante Centro-Oeste - Galeria da Fundação Cultural do Distrito Federal - DF; 1986 - Salão de Artes Plásticas de Brasília - Galeria “B” da Fundação Cultural do Distrito Federa - DF; 1983 - I salão de Arte Mística/Mítica/Mediúnica - Hall da Prefeitura Municipal de Petrópolis - RJ e II Salão de Arte Mística/Mítica/Mediúnica - Centro de Convenções de Brasília - DF; 1977 - II Salão de Arte e Pensamento Ecológico - Touring Club de Brasília - DF; 1974 - I Encontro de Artes do ABC - Hall do Teatro Municipal de São Bernardo do Campo - SP
     
Gráficas, Humor e Quadrinhos: 1997 - 1ª Mostra da Ilustração Paranaense - Museu de Arte Contemporânea do Paraná - Curitiba - PR; 1993 - Bienal Internacional de Quadrinhos do Rio de Janeiro - RJ; 1991 - Arkivo Gráphico - Gibiteca de Curitiba - PR; 1980 - Brasília 20 Anos - Hall do SESC - DF e  Caricatura e Desenho de Humor de Ontem e de Hoje - Criatura-I - Exposição itinerante organizada pela FUNARTE em: DF/SP/RJ/BA/CE/PR; 1977 - II Salão de Humor de Brasília - Fundação Cultural do Distrito Federal - DF; 1976 - Salão de Humor de Brasília - Fundação Cultural do Distrito Federal - DF

Escritor
Verso: 25 Poemas Experimentais; Quase Hai-Kai - Editora Kátharsis.
Verso em Antologias: Hiperconexões: Realidade Expandida, Editora Patuá (2014). 101 Poetas Paranaenses - Biblioteca Paraná (2014). Ipê Amarelo, 26 Haicais (2014). Ce que je vois de ma fenêtre - O que eu vejo da minha janela, Éditions Corps Puce (2013). Ebulição da Escrivatura - Editora Civilização Brasileira (1978).
Prosa: Fragmentos da História Antropofágica e Estapafúrdia de Um Índio Polaco da Tribo dos Stankienambás; Cidades Minguantes; O Vazio no Olho do Dragão - Editora Kátharsis.
Contos, poemas e artigos culturais publicados: Gazeta do Povo, Correio Braziliense, Jornal Nicolau, Revista Planeta, Revista Nacional do Cooperativismo, Revista Interior.

Oficineiro Cultural - 1995 a 2016
Hai-Kai Sem Compromisso. Assim Nasce um Jornal. Contando Histórias - A Arte de Escrever. Poética-Postal. Arte-Postal. InterAtividade. Poesia Aleatória - Reciclando a Palavra. A Arte de Contar Histórias. Bonecos Animados utilizando Material Reciclável. Contando Histórias com Bonecos Animados. Edite o seu Livro. Brinquedos de Longa Vida. Dobra Desdobra Dobra um Avião. Formação de Contadores de História. Brinquedos que se faz Brincando. 1001 Reutilizações da Embalagem de Pizza. Ouvido de Poesia de Ouvido. 

Locais: Bibliotecas; Salas de Aula: Escolas, Colégios e Universidades; Espaços Culturais, Museus, Teatros e Ônibus-Palco; Creches e Orfanatos; Feiras de: Livro, Serviço Social e Agro-Negócio; Centros Comunitários e Educacionais.

Instituições: Fundação Cultural de Curitiba; Secretaria de Estado da Cultura do Paraná; Secretaria de Estado da Educação do Paraná; Secretaria de Estado da Criança e da Juventude - PR; Secretaria Municipal de Educação de Curitiba; Secretaria Especial de Relações com a Comunidade; Teatro Guaíra; UFPR; UEPG-PR; MIS-PR; SESC-PR.

Resultado: 5 livros de Poesia Aleatória; 10 livros de Poema Curto; 1 livro de Contos; cerca de 30 Jornais Experimentais; exposições fixas e itinerantes de Arte-Postal e Poesia Aleatória; diversos Espetáculos de Teatro de Bonecos.
           
Projetos Culturais
2017 - Articulando o Reciclável - Centro Juvenil de Artes Plásticas - Curitiba-PR.
2016 - 35ª Semana Literária do SESC Paranaguá-PR: Hai-Kai Sem Compromisso.
2016 - Oficinas de Férias no Centro Juvenil de Artes Plásticas - Brinquedos Recicláveis.
2015 - 34ª Semana Literária do SESC Cornélio Procópio-PR: Arte Postal e Hai-Kai Sem Compromisso.
2015 - 34ª Semana Literária do SESC Paranaguá-PR: Arte Postal.
2014 - 33ª Semana Literária: Oficinas de Poesia Aleatória e Arte-Postal - SESC Paranaguá - PR
2013 - BiblioSESC - Oficina de Poesia Aleatória - SESC - Centenário do Sul-PR.
2013 - BiblioSESC - Oficina de Poesia Aleatória e Espetáculo: 3 ou 4 Histórias Que Vou Te Contar - SESC - Iguaraçu-PR e Ângulo-PR.
2012 - Ação Integrada para o Letramento - “Alfabetização e Letramento” - Pró-Letramento - UFPR - Curitiba-PR
2012 - Biblioteca Viva Itinerante - Londrina-PR: Oficina de Bonecos Animados e Espetáculo: 3 ou 4 Histórias Que Vou Te Contar
2011 - V Feira Cultura do Livro - Pinhais-PR: Poesia Aleatória e Arte-Postal
2011 - V Feira do Livro de Antonio Olinto-PR: Espetáculo: 3 ou 4 Histórias Que Vou Te Contar
2010 - Ligado na Cultura - Viva o Verão - Biblioteca na Areia - SEEC-PR
2010 - Ligado na Cultura - Biblioteca Cidadã - SEEC-PR
2010 - Contando Histórias com Bonecos Animados - Araucária/SESC da Esquina-PR
2010 - Contando Histórias com Bonecos Animados - Mandirituba/SESC da Esquina-PR
2010 - Balaio de Histórias: Oficina Objetos na Contação de Histórias e Espetáculo: 3 ou 4 Histórias Que Vou Te Contar - SESC Pato Branco-PR
2010 - Balaio de Histórias: Oficina: Objetos na Contação de Histórias - SESC Pato Branco-PR
2010 - Semana Literária: Espetáculo: 3 ou 4 Histórias Que Vou Te Contar - SESC Toledo-PR
2010 - Semana Literária: Oficina: Bonecos na Contação de Histórias - SESC Jacarezinho-PR
2010 - SER: Espetáculo: 3 ou 4 Histórias Que Vou Te Contar - SESC Paranavaí-PR
2010 - SER: Oficina: Bonecos - SESC Paranavaí-PR
2009 - Ligado na Cultura - Biblioteca Cidadã - SEEC-PR
2008 - III Semana da Educação e I Seminário de Alfabetização em Guaratuba-PR
2008 - Ligado na Cultura - Biblioteca Cidadã - SEEC-PR
2008 - Livros à Mão Cheia - Taubaté-SP
2007 - Festival de Inverno da UFPR - Antonina-PR
2006 - Fera - Secretaria de Estado da Educação-PR
2005 a 2006 - Paraná em Ação - O Governo na Comunidade - SERC-PR
2005 a 2006 - Educação Com Ciência - Secretaria de Estado da Educação-PR
2004 - Águas de Março - Festival Internacional de Londrina-PR
2003 a 2006 - Projetos Paranização - Teatro Guairá-PR
2003 a 2006 - Paraná Fazendo Arte - Secretaria de Estado da Cultura-PR
2003 a 2004 - Projeto Mutirão Cultural - Fundação Cultural de Curitiba-PR
2003 - Encontro Estadual de Bibliotecas em Campo Mourão - BPPR
2001 a 2002 - Comboio Cultural - da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná-PR - cerca de 200 municípios do Paraná e as cidades de Rio de Janeiro-RJ e São Paulo-SP

Roteirista - vídeo e cinema
Documentário: Nicolau; Série: Dias de Artista.
Ficção curta-metragem: Cortejo.
Vídeoarte: Novo Sentido, Cueca Flor, Tic-Tac.
Direção/Câmera/Montagem - vídeo
Documentários: Nicolau (Jornal Nicolau - da SEEC-PR); Dias de Artista: Liz Sczepanski
vídeoarte: Novo Sentido, Cueca Flor e Tic-Tac

Direção - cinema
ficção curta-metragem: Cortejo

Ator
Bemol (curta-metragem) – Produção do Curso de Cinema da Cinemateca de Curitiba-PR;

Tende Piedade de Mim, Senhor! (curta-metragem) de Nivaldo Lopes.